Letters to my Children

Maha’ulepu Beach

“Having children was a revelation – it’s like going through a doorway, and everything is different forever.” – Andrew Lincoln

“Ter filhos foi uma revelação – foi como entrar por uma porta e de repente tudo passou a ser diferente para sempre”. – Andrew Lincoln

Nolan & Giulia,

Maha’ulepu Beach, depois de Copacabana, foi onde tudo continuou. Essa praia foi o cenário do meu casamento. Do batizado do Nolan, e agora do batizado da Giulia. Foi também a praia onde rezei, logo antes de começar minha in vitro, e onde pedi (muito) pro universo me dar filhos. Dois. Só quem teve que lidar com infertilidade sabe a dor e a ansiedade que rodeia os dias em que não sabemos se vamos conseguir ter filhos. O estresse financeiro ao lidar com os custos do tratamento. A dor física e psicológica de lidar com as agulhas, com os hormônios injetados e a mistura de medo, ansiedade e fé. Turbilhão emocional.

Mas foi nesse exato lugar que pedi com fé. Com a fé que meus pais me ensinaram desde pequena e que levarei sempre comigo. E foi essa certeza de que tudo daria certo que cheguei até aqui, com meu coração completo, pra agradecer a oportunidade de exercer essa linda função que é ser mãe. Com eles. Frutos da minha fé (ok, e também do meus óvulos e do esperma campeão do seu pai, como ele costuma dizer, todo envaidecido com os resultados do laboratório haha).

E é exatamente assim que eu gosto da minha cria. Um agarrado na barra na minha saia e a outra no meu colo.

E que continue assim por muito tempo. Pra esse meu coração de mãe italiana dormir tranquilo. #gratidão

 — at Maha’ulepu Beach.

next one
Oinc.
Filho, Seu pai parou pra comprar água, papinha pra Giulia e outras coisas que já nem me lembro. Você ficou impaciente como sempre fica quando [...]
error: Content is protected !!